eventos
tarimba sessions #01: processo criativo
2402—2019

dois


tarimba sessions #01




 

2402 —2019


apresentámos em fevereiro 2019, a #01 tarimba sessions no terraço da rua luciano cordeiro 24, a primeira de várias sessões de conversa abertas a todos para discutir e partilhar ideias, experiências, histórias e olhares sobre a arte.

convidámos as artistas carolina serrano, mariana martins de oliveira, madalena corrêa mendes, sara coelho, assim como o curador independente e investigador ítalo-brasileiro, mattia tosti, para partilharem as suas visões e percepções à volta do tema o processo criativo. as artistas, que fizeram parte da nossa primeira exposição de fio a pavio, de uma ponta a outra, abriram o diálogo para falarem um pouco de si, daquilo que criam e como o fazem.

as tarimba sessions são também momentos especiais para músicos e performers emergentes apresentarem os próprios trabalhos. para a abertura, os músicos luli novais e robb ippolito abriram o concerto intimista cheio de música boa para todos.


artistas 

— carolina serrano
(1994, funchal). nasceu no funchal, mas reside e trabalha no concelho de cascais. fez a licenciatura e o mestrado em escultura na faculdade de belas artes da universidade de lisboa. o seu trabalho gira, entre outros, em torno da dimensão temporal da escultura; da exploração da dualidade entre interior e exterior, do espaço vazio, restrito, e por isso desconhecido, da materialidade da sombra; e da possibilidade transubstancial do objecto escultórico. para além de publicações, já expôs suas esculturas em diversas cidades portuguesas.

— madalena corrêa mendes
(1995, oeiras) é licenciada em pintura pela faculdade de belas-artes da universidade de lisboa e pós-graduada em mercado de arte e coleccionismo pela faculdade de ciências sociais e humanas da universidade nova de lisboa. depois de um ano de estágio no maat, museu de arte arquitectura e tecnologia, ingressou num estágio no museu peggy guggenheim collection, em veneza (itália), onde estuda, trabalha e se dedica à pintura.

— mariana martins de oliveira
(1995, estremoz). é licenciada em estudos artísticos: artes e culturas comparadas pela faculdade de belas-artes da universidade de lisboa e pós-graduada em discursos da fotografia contemporânea pela faculdade de belas-artes da universidade de lisboa. atualmente divide o seu tempo entre o terminar do seu estágio no maat, museu de arte arquitectura e tecnologia, a fotografia, e um coletivo artístico onde trabalha a edição de publicações independentes e a organização de eventos culturais.

— sara coelho
(1995, lisboa). vive em mafra. a fotografia e arte são vistas como uma forma terapêutica de crescimento e ganho de autoconsciência, na qual se explora um processo formal e conceptual que foi influenciado por uma forte ligação com a dança e com a natureza, desde a infância. formação: pós-graduação em mercado da arte e colecionismo, fcsh universidade nova de lisboa (2018); licenciatura em fotografia e cultura visual, iade-u creative university, lisboa (2016).

curador e investigador

— mattia tosti
(1993, roma). é licenciado em politics, philosophy and economics na luiss guido carli de roma e agora está no último ano do mestrado em culture studies na universidade católica portuguesa de lisboa. vive em lisboa há pouco mais de um ano, dedica-se ao próprio projeto final do mestrado e ao planeamento de uma exposição.

agradecimentos especiais
ao graal associação
social e cultural e
à eliana madeira
ao marcius vitoriano
que desenhou o cartaz

à júlia schindler
pelas fotografias
ao raul,
o melhor chef